Andrelândia realiza audiência pública sobre implantação de uma Estação de Tratamento de Esgoto

Andrelândia realiza audiência pública sobre implantação de uma Estação de Tratamento de Esgoto

Na última sexta-feira (30 de novembro) a Prefeitura de Andrelândia realizou a primeira audiência pública para discutir a implantação de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no município.

A reunião que aconteceu na Câmara Municipal contou com a presença do Promotor de Justiça da Comarca de Caxambu e coordenador do Núcleo Integrador de Tutela da Água (NUTA) Dr. Bérgson Cardoso Guimarães; do Promotor de Justiça em Substituição Dr. Wilson da Silveira Campos; e do Gerente Reginal da Copasa José Eli de Souza.

A audiência começou com a fala do prefeito Francisco Carlos Rivelli, o qual pediu para que a população participasse da discussão da implantação da ETE. “É importante que as pessoas saibam dos ganhos que teremos com uma Estação Tratamento de Esgoto, pois além de protegermos o meio ambiente, a Estação irá amenizar várias doenças”.

Em seguida, o Dr. Bérgson Cardoso Guimarães falou sobre a necessidade dos municípios implantarem uma Estação de Tratamento de Esgoto. “As prefeituras têm que apresentar um Plano de Saneamento Básico até 31 de dezembro de 2019. E, caso isso não seja feito, os municípios sofrerão sanções tanto do Governo Estadual, como do Governo Federal como restrições orçamentarias, proibição de efetuação de convênios e de repasses de recursos”, explicou.

O promotor também destacou um dos pontos mais importantes da construção de uma ETE que envolve a questão de saúde pública. “Através do saneamento básico muita coisa muda, principalmente na área da saúde, na despoluição dos rios, preservação dos recursos hídricos, entre outros”.

Por último o Gerente Reginal da Copasa José Eli de Souza, falou que a empresa possui sete Estações de Tratamento de Esgoto nas regiões do Sul e da Zona da Mata Mineira. E que inclusive, está sendo implantada uma na cidade vizinha de Madre de Deus de Minas.

O gerente apresentou uma proposta para o município de Andrelândia para a contrução da ETE na cidade. “Caso haja uma negociação entre as instituições, a Copasa já prevê uma série de serviços para serem realizados no município, como a capatção do esgoto, substituição de 2.000 metros de rede de esgoto,implantação de 4.700 metros de rede, padronização das ligações prediais, implantação de 4.500 metros de interceptores. Sendoque a implantação de interceptrores vai melhorar a qualidade de vida das populaçãoes ribeirinhas, pois com isso, o esgoto não sairá nos ribeirões, o que irá evitar o mau cheiro e a poluição”.

 

 

 

picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture
picture