Aplicando Boas Práticas de Gestão Pública

Aplicando Boas Práticas de Gestão Pública

Economia de gastos públicos e apoio da população são fatores responsáveis pelos avanços no município

Nos últimos anos o Brasil tem passado por uma grave crise financeira que afeta diversos setores, ocasionando recessão econômica, desemprego, etc. Os problemas afetam não só a União, como os Estados e Municípios.

No cenário atual do país é raro as cidades que estão com as contas em dia e principalmente que estão realizando alguma obra de infraestrutura.

Porém em Andrelândia a realidade é diferente. Os atos de uma boa gestão pública, somados ao apoio da população, faz com que a cidade avance cada vez mais.

Nestes 10 meses de governo da Administração 2017-2020, o município obteve avanços significativos em todas as áreas. Todo esse trabalho só foi possível com a implantação de boas práticas de gestão, as quais dependem da dedicação de nossos funcionários, da economia nos gastos púbicos e do apoio da população.

Na Saúde, conseguimos a reestruturação do Hospital Municipal, com a compra de novos equipamentos e o retorno das pequenas e médias cirurgias. Ampliação dos exames laboratoriais, como os de hormônios da tireoide e próstata. Além da implantação dos pré-natais nos PSF’s e o agendamento de consultas, diminuindo as filas de espera.

Na Educação, reformamos prédios, investimos na capacitação de professores e no desenvolvimento de projetos que auxiliam o aprendizado dos alunos.

A Secretaria de Manutenção de Estradas Rurais e Aração trabalha incessantemente desde os primeiros dias da gestão com a recuperação de estradas vicinais e a reforma e reconstrução de diversas pontes e mata-burros.

O turismo do município se reergueu, atraindo novamente os turistas, com a reestruturação das principais festas da cidade e divulgação das programações dos eventos com antecedência.

Na área Social, o CRAS ampliou as oficinas e a área de abrangência. Além do atendimento na sede do Centro, as oficinas de bordado e tricô são ofertadas no Bairro Santos Dumont; e a oficina de Capoeira no Bairro Santa Clara. O Centro também implantou a oficina Arte no CRAS que oferece aulas de violão, teatro e recreação.

A Secretaria de Limpeza Urbana adquiriu um caminhão compactador de lixo, o qual irá proporcionar um atendimento mais eficaz e dinâmico, além de garantir melhores condições de trabalho aos coletores. A compra deste veículo só foi possível devido a harmonia entre os poderes Executivo e Legislativo, com a aprovação do Projeto de Lei Nº 015/2017, que autorizava a transferência de dotações, uma vez que a compra deste veículo não estava previsto no orçamento de 2017. Lembrando que a transferência de dotações só foi possível devido a economia realizada pela atual gestão.

A Secretaria de Obras também vem trabalhando incansavelmente. Neste curto período de tempo já construiu redes de águas pluviais e de esgoto, realizou a limpeza dos córregos que cruzam o município, recuperou redes de esgoto, realizou o calçamento e o asfaltamento de diversas ruas, entre outros.

Como exemplo de economia podemos citar o controle de estoque de medicamentos e insumos implantado no Hospital Municipal. A partir desta gestão a Farmácia do Hospital criou quites que são direcionados para cada paciente que dá entrada na unidade. Com isso, os funcionários conseguem controlar e rastrear cada medicamento e insumo utilizado, com a descrição do lote, da validade e do fabricante.

A renegociação dos contratos vigentes em 2017, com a redução significativa dos valores. O empenho do Setor de Licitações conseguiu reduções expressivas. Como exemplos podemos citar a economia de 26% na contratação de lavagem de veículos da frota municipal; 30% na manutenção de impressoras; 41% no serviço de internet; e espantosos 74% na prestação de serviços técnicos profissionais especializados de engenharia e arquitetura.

Transparência de todos os atos públicos, fornecendo assim ao cidadão a possibilidade de acompanhar e supervisionar os gastos e investimentos do Executivo.

Outro exemplo é a redução significativa com o transporte de lixo para o aterro sanitário em Juiz de Fora, o qual custava cerca de R$ 55.000,00 mensais. Já conseguimos reduzir muito esses valores, sendo que no último mês o valor pago foi de R$ 29.895,74. Ainda conseguiremos reduzir mais este valor, pois com a compra do caminhão compactador de lixo, o gasto mensal com o transporte está estimado entre R$ 20.000,00 a R$ 25.000,00.

Todos esses avanços só foram possíveis com o apoio primordial da população que além de outras ações pagam o IPTU em dia. Afinal este imposto é um dos poucos que gera recursos para o município, juntamente com outros como o ISS, ITBI e ITR. Até o presente momento a Prefeitura já arrecadou mais de R$ 440.000,00 com o IPTU, dinheiro este que foi investido em obras como a implantação de rede de águas pluviais no Bairro Belo Horizonte II, troca da rede de esgoto em parte da Rua Severino Cândido e a compra do caminhão compactador de lixo.

Com o nosso lema “Unidos Somos mais Fortes” temos certeza que continuaremos enfrentando a crise e conquistando avanços para nossa Andrelândia.